BASTA! A arbitragem não é culpa de tudo…

In Árbitros – Artigos de Opinião, Artigos de Opinião, Atletas - Artigos de Opinião, Dirigentes – Artigos de Opinião, Futebol Formação, Treinadores - Artigos de Opinião by AdminDeixe um comentário

Não, não sou árbitro, não pretendo ser e não tenho amigos árbitros. Este desabafo não é mais um que fala desta classe, do seu papel tão importante no desporto. É sim tomar uma atitude como educador e treinador de futebol, de não permitir, a partir da próxima época que o escalão que venha a treinar fale, nos treinos, antes dos jogos ou após os jogos sobre a arbitragem.

Não será fácil conseguir convencer os atletas, depois de tantos jogos que mais de metade da reflexão final é a falar da arbitragem. É precisamente por isto que não o vou permitir. Porque estamos ( treinadores, dirigentes e pais ) a formar atletas que não se focam nos seus erros, nas suas virtudes, mas sim em outros fatores externos que em nada contribuem para o seu crescimento.

A palavra “basta” surge assim após um jogo como treinador do escalão de Sub-11, Benjamins de segundo ano, quando, no final de um jogo ouço vários atletas a comentarem que o árbitro foi o principal culpado do resultado menos conseguido. Praticamente nenhum fazia uma autocrítica ou falava sobre o que o seu colega tinha feito de menos positivo ou até do trabalho do próprio treinador. Sei que nesta idade talvez seja muito cedo para pedir que um atleta tenha esta capacidade. No entanto, no meio de tantas palavras soltas sobre o mesmo assunto (“o árbitro”) existiu uma frase que me fez despertar e me levou a escrever estas linhas.

Fiquei chocado quando ouvi um dos atletas dizer que os todos os árbitros recebem dinheiro das equipas adversárias para favorecerem essa mesma equipa. Como pensei que esse atleta estaria a falar dos jogos e equipas de escalões profissionais, questionei-o se pensava que isso também acontecia nestes jogos de formação com equipas tão modestas como a nossa.

A resposta foi “SIM”. Isto é muito preocupante! É assim que os nossos futuros atletas veem o desporto?

É assim que vão crescer a pensar que todos os outros erram menos eles?

E quem serão os culpados? Certamente quem está a ler pensa de imediato que são os pais. Está na “moda” criticar o comportamento dos pais por quase todas as atitudes que os filhos têm. E serão realmente os pais os principais culpados? Aqueles pais que não percebem nada de futebol, têm filhos a jogar e criticam a arbitragem onde será que aprenderam?

Pois, o meu ponto de vista é que as atitudes dos principais Presidentes dos clubes de futebol profissional estão a influenciar negativamente todos aqueles que gostam de futebol, inclusive miúdos de 10/11 anos em clubes de menor dimensão.

Certamente que este desabafo não chegará à leitura de nenhum deles mas, gostaria que lessem com atenção e percebessem que todas as atitudes que têm, menos próprias, falando tão abertamente nos meios de comunicação social quase diariamente sobre o trabalho dos árbitros, influencia de forma muito negativa todas as pessoas que os ouvem.

Não será grave o suficiente quando já temos atletas desta idade que imitam este tipo de comentários?

Para mim sim! Serei apenas um ou dos poucos que terá esta atitude, mas quero que os meus jogadores aprendam a analisar o jogo por aquilo que a equipa fez, por aquilo que a outra equipa permitiu ou não e principalmente que aprendam a lidar com os seus próprios erros.

Será certamente a primeira linha do regulamento do escalão que for treinar, com letras destacadas:

“Não é permitido a qualquer atleta falar sobre a arbitragem antes ou após um jogo”

Ficam nestas palavras um desabafo de alguém que se preocupa pelo futebol de formação e também pela formação de novos homens.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.