Dor de costas e problemas na sua coluna?

In Artigos de Opinião, Saúde - Artigos de Opinião by Redação

Se é umas das inúmeras pessoas afetadas por esta síndrome, pense e reflita por um instante:
Em que postura se encontra a maior parte do seu tempo? Que posições adota nas tarefas do seu dia a dia e no seu local de trabalho? Quantas horas passa sentado? Há quanto tempo não manipula cargas pesadas? Ah, será que se magoou na última vez que tentou pegar em algo pesado, parou, teve dores horríveis, tomou dezenas de medicamentos, fez inúmeras ressonâncias, pôs o seu trabalho em risco e ainda foi informada para não pegar em cargas pesadas e realizar repouso absoluto? “Trabalhar? Treinar? Nem pensar.”
Pois bem, deixe-me dizer-lhe que a falta de educação e o excesso de repouso é que o magoou, ainda magoa, e certamente será o que o vai matar a longo prazo. Este circuito acarreta consequências difíceis de reparar como a obesidade e a depressão, problemas metabólicos e estruturais, entre os demais. PARAR É MORRER.

Há quanto tempo insiste em não respeitar o seu corpo, torturando-o com inatividade física, más posturas, más emoções alienadas por um stress frenético, a falta de sono, e a uma exposição continua a luz artificial que condicionam todo o seu sistema hormonal, que o levam a procurar veículos insustentáveis como o açúcar e gorduras hidrogenadas, o álcool, o tabaco, drogas e consultas intermináveis que não acabam NUNCA? Afaste-se desta espiral, pare de agredir o seu corpo, preste-lhe mais atenção, cuide de si …invista e prepare as próximas décadas.

Uma revisão sistemática da literatura sintetizou diretrizes publicadas desde 2005 a 2014, revelando-nos as linhas orientadoras e as ferramentas mais poderosas para ajudar o tratamento da dor lombar, para avaliar a qualidade metodológica e orientar o seu tratamento devidamente cuidado, sendo: 1) Educação; 2) Autocuidado e manter-se ativo sob a forma de exercício físico-3) Terapia manual; 4) Anti-inflamatórios.

A falta de exercício físico é bem capaz de ser uma das causas para as suas dores nas costas. Não será certamente a falta de anti-inflamatórios. Precisamos de uma nova consciencialização a este nível, algo que já começa a despertar nas maiores entidades do Mundo. O Dr Nitin Damle, presidente da American College of Phisicians alerta: “Os médicos devem evitar prescrever testes desnecessários e custosos e potencialmente prejudiciais, drogas, especialmente narcóticos, para estes pacientes.

A vida humana é traduzida em movimento, sendo assim precisa de aprender a movimentar-se, de educar o seu corpo a manifestar-se de uma forma harmoniosa, funcional e sustentável ao longo do tempo. O seu corpo foi evoluindo e desenhado a pensar em função, para lidar com cargas pesadas de forma adequada, para adotar variadíssimas posturas e realizar movimentos complexos sem comprometer a sua saúde.

“A vida humano é traduzida em movimento.“

The Future Needs Care

Ricardo Silvestre
Performance Specialist & Certified Personal Trainer