O treino de força é perigoso para crianças e jovens?

In Artigos de Opinião, Atletas - Artigos de Opinião, Crianças, Destaque, Saúde - Artigos de Opinião by RedaçãoDeixe um comentário

“Deveriam as crianças e jovens treinar força com regularidade sem prejudicar a sua saúde e o seu crescimento?

Atualmente, existe um conjunto de evidências científicas que suportam a ideia de inclusão do treino de força para crianças e jovens, tornando-o numa ferramenta importantíssima e segura para o desenvolvimento físico e psicológico desta população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), além de outras organizações internacionais como a American Academy of Pediatrics, American College os Sports Medicine , a Canadian Society for Exercise Physiology e a National Strength and Conditioning Association, propõe regras e condições para a execução deste tipo de treino.

Ao contrário da crença popular, o treino de força é benéfico para a saúde óssea de crianças e jovens, sendo para isso essencial a realização de actividades de moderada a alta intensidade, bem como de impacto com o solo (saltos).
Os estudos científicos vem desmistificando estas crenças, os quais tem sugerido, pelo contrário, ser a infância e a adolescência um período adequado para o modelamento ósseo, decorrentes das forças de tensão e compressão associados ao treino de força.

O stress mecânico induzido nos ossos pelos exercícios intensos (inclui-se o treino de força e desportos de impacto no solo), parece ser essencial para o crescimento e fortalecimento de estruturas ósseas como as placas de crescimento e do próprio osso como um todo, podendo o treino de força proporcionar às crianças e jovens maiores níveis de massa óssea ao longo da vida adulta.
Tem sido reportado que crianças não praticantes de actividades de moderada e alta intensidade apresentam maior vulnerabilidade, no que se refere ao desenvolvimento de complicações ósseas na fase adulta (Lloyd et al., 2013).

Durante a execução dos programas de treino de força devem ser valorizados o divertimento, a melhoria das habilidades motoras e o sucesso pessoal. O uso de registos personalizados em cada sessão pode auxiliar na avaliação e acompanhamento dos incrementos de força de cada participante.

O TREINO DE FORÇA CONTRIBUI DECISIVAMENTE PARA A MELHORIA DO RENDIMENTO FÍSICO E INTELECTUAL DE CRIANÇAS E JOVENS e parece ser o antídoto contra a exigência, o stress e a intempérie que a vida obriga, preparando a criança e o jovem adolescente a todo o instante, moldando o futuro adulto menos vulnerável e débil ao longo dos tempos.”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.