Os riscos que corremos… ao formar sem valores!

In Artigos de Opinião, Atletas - Artigos de Opinião, Dirigentes – Artigos de Opinião, Futebol, Treinadores - Artigos de Opinião by RedaçãoDeixe um comentário

Esta época desportiva de 2017/2018 ficará indiscutivelmente na memória de todos, os que gostam de futebol, pelas piores razões, assistimos a campanhas de comunicação por parte dos principais clubes nacionais, uma suspeição generalizada sobre tudo e sobre todos, declarações dos principais clubes (com total sentimento de impunidade), processos em investigação com indícios gravíssimos, uma comunicação social sedenta de audiências, etc. etc. etc.

O que mais deve preocupar a todos nós, ao pensarmos no efeito/causa que tudo isto irá ou está a provocar junto das crianças e jovens atletas, que legitimamente tem o sonho de virem a ser jogadores amadores ou profissionais de futebol?

Crescer num ambiente desportivo de constante fanatismo, violência onde se semeia o ódio pelos seus adversários e rivais, onde os princípios da educação, os valores e o respeito pelo próximo não existem na defesa do seu bom nome, historia, missão e valores.

As pessoas que diariamente contribuem para este estado do desporto em Portugal nas televisões, nos jornais, nas redes sociais de uma forma singular ou coletiva, façam uma reflexão à sua consciência e responsabilidade social!

 

Ser adepto de um clube é ter desportivismo sem precisar de ser fanático!

Será que a falta de maturidade e responsabilidade (que frequentemente é assumida pelos próprios pais) vai levar que os jovens se esqueçam de tudo isto?

Será que os jovens com o que assistem semanalmente nos seus jogos pensam que poderão passar pelo mesmo?

Será que os jovens e ao contrário do que se pensa, pensarão que não estão para estar numa modalidade desportiva que ao seu mais alto nível, fazem honras de abertura de telejornais as 20h00 e não pelos golos ou defesas dos seus ídolos, e poderão vir a desistir?

Tudo o que temos assistido e lido é revelador de uma crise profunda de valores, ética, desportivismo, fair-play, honestidade e por isso até que ponto os nossos jovens não irão ser afetados por tudo isto?

 

E quem são os responsáveis? Somos Todos Nós!

Tal como a abstenção nas eleições (sejam elas a que nível forem) levam a uma clara demissão das responsabilidades, mas garante na mesma uma opinião, este estado em que estamos a responsabilidade começa e acaba em todos nós.

A Tutela, os organismos oficiais, as entidades oficiais, os clubes, os dirigentes, os treinadores, os jogadores os pais e encarregados de educação todos temos o dever de:

Explicar, educar e formar os nossos jovens e exigir a aplicação da legislação em vigor e punir todos os que não defendem e/ou pior prejudicam o nosso desporto com particular incidência no futebol.

 

Isto não é Futebol!  Isto não é Desporto! Isto é Falta de Cultura Desportiva!

 

Formar é Construir o Futuro dos nossos jovens, serão eles os futuros Homens e Agentes do Desporto nacional quer sejam Jogadores, Treinadores, Dirigentes, Diretores, Presidentes, Adeptos, etc independente de qualquer cor que os apaixone!

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.