Entrevista – Erica Gomes, o que te falta para o Ouro?

In Atletismo, Desporto Adaptado, Destaque, Entrevista by RedaçãoDeixe um comentário

Ficha Técnica

Nome: Erica Gomes (Ery)
Data de Nascimento: 1994-05-09
Altura:1,65m
Peso:60kg
Modalidade: Atletismo – Salto
Clube Atual: Sporting Clube de Portugal
Clubes Anteriores: Académica de Coimbra

Conquistas recentes:
-Vice Campeã do Mundo de Salto em Comprimento T20 – IPC Londres 2017
-Vice Campeã da Europa de Salto em Comprimento T20 – IPC Berlim 2018

 


 

Nesta entrevista Dsport iremos falar com a Erica Gomes, jovem atleta do Sporting CP que apesar de uma carreira ainda curta já conquistou medalhas a nível internacional. Junta-te a nós e ouve a história da Erica Gomes.

 

Dsport – Erica, para aqueles que ainda não tiveram o prazer de te conhecer, como é que descobriste o atletismo?

Erica Gomes – Olá, sou a Erica Gomes, nasci na Guiné-Bissau em 1994. Vim para Portugal ainda pequena, com apenas 6 anos (2000). Vivia com a minha avó com um primo e com os meu tios em Lisboa. Contudo, dadas as circunstâncias da vida tive que ir viver para Coimbra. Foi em Coimbra que cresci e que conheci o atletismo.

Dsport – Como foram os teus primeiros tempos a praticar a modalidade?

Erica Gomes – Foram tempos difíceis, tudo porque era a mais preguiçosa do grupo, nunca queria fazer nada… Faltava algumas vezes, e quando ia não levava o equipamento e dessa forma ficava no banco a observar os outros a treinar…

Foi assim durante uns bons meses. Mas chegou um dia que eu disse, chega! Se estou aqui é por algum motivo, isto tem que ser uma mais valia para mim. Arregacei as mangas (literalmente) e concentrei-me naquilo que viria a ser a minha maior conquista!

Dsport – Quem foram as pessoas que te ajudaram a ser o que és hoje no atletismo?

Erica Gomes – Comecei a treinar com a professora Helena Carvalho nos tempos da minha preguiça na Académica de Coimbra, passei para o Ricardo Monteiro atual treinador de lançamentos do Sporting que também foi atleta de Académica, inclusive meu ex-colega de treino, e de 2017  até hoje estou com o José Uva atual treinador do Sporting Clube de Portugal e responsável técnico dos saltos.

Dsport – Quais são as maiores adversidades que sentes enquanto atleta paralímpica?

Erica Gomes – Comecei no Sporting CP porque queria melhorar minhas técnica de salto, existindo um treinador especializado, defini os meus grandes objetivos de ser  a melhor no paraolímpico intelectual. Gostava que respeitassem meu trabalho como atleta, equiparando-o ao dos ditos atletas “normais”, porque de momento, apenas conto com a minha vontade e o meu sacrifício para alcançar meus sonhos.

Dsport – E da Federação Portuguesa de Atletismo que apoios tens?

Erica Gomes –Em termo equipamentos temos o apoio total, apoio médico, nutrição e suplementos, deslocações para competições. Existe apoio em termo de formações e bolsa de atleta mensal, que apesar de ser inferior aos outros atletas olímpicos, dá para fazer face as despesas com alguma dificuldade.

 

Dsport – Já tens em mente os teus próximos objetivos?

Erica Gomes – Nas próximas competições que se aproximam, no Dubai em  2019, tenho ambição do que quero, treinar para chegar ao “Ouro” independentemente das circunstâncias, porque depois dos Europeus onde me sagrei mais uma vez vice-campeã Europeia em Berlim, também fui vice-campeã do Mundo em Londres, voltei determinada com novos sonhos e vitórias.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.