Fernando Santos: “Queremos estar na final four”

In Futebol by RedaçãoDeixe um comentário

Selecionador destaca importância do jogo com a Polónia para a Liga das Nações.

Só ao fim de vários minutos de conferência de imprensa foi possível, esta quinta-feira, ouvir Fernando Santos falar da Polónia, adversário de Portugal no próximo dia 11 em jogo da 2.ª jornada da Liga das Nações: “Trata-se de um adversário muito forte, que acaba de mudar de treinador há apenas dois jogos. Contra a Itália esta equipa mostrou toda a sua qualidade; com a Irlanda foi um pouco diferente – mudaram alguns jogadores e deu para ver algumas das ideias do novo treinador. Este jogo será uma final para a Polónia, depois do empate em Itália.”

O Selecionador Nacional garante que Portugal “tem uma grande motivação para tentar estar na final four da Liga das Nações” e resume: “Se vencermos este jogo damos um grande passo. E dificilmente poderemos ganhar sem jogar bem.”

O anúncio da convocatória para o encontro com os polacos e para o jogo de preparação diante da Escócia (dia 14, em Glasgow) foi fortemente marcado pela ausência de Cristiano Ronaldo. Sem entrar em “detalhes privados”, Fernando Santos explicou que “após uma conversa tripartida ente o jogador, o Presidente da Federação e o Selecionador concordou-se que o Cristiano não estaria convocável nesta e na próxima convocatória”.

A propósito de outras ausências, Fernando Santos retomou um discurso que já lhe é conhecido: “Todos os jogadores que reúnem condições para jogar pela Seleção Nacional estão sob escrutínio meu e da minha equipa técnica. Ninguém está excluído, muito menos aqueles que estiveram no Campeonato da Europa ou no Campeonato do Mundo e têm feito este percurso comigo na Seleção. Há convocatórias a fazer, cada uma tem os seus princípios e neste caso entendi que devia ser assim. O Éder, por exemplo, não era chamado há muito tempo e agora está aqui – é a prova do que estou a dizer.”

Comentando mais uma possível estreia nos AA, o Selecionador falou de Hélder Costa: “Entendemos que é um momento oportuno para o chamar, em função do que tem feito no seu clube e nós temos observado com profundidade. Agora queremos vê-lo integrado no grupo.”

 

Conheça as escolhas de Fernando Santos:

Guarda-redes – Beto (Goztepe), Cláudio Ramos (Tondela) e Rui Patrício (Wolverhampton)

Defesas – Cédric Soares (Southampton), João Cancelo (Juventus), Kevin Rodrigues (Real Sociedad), Luís Neto (Zenit), Mário Rui (Nápoles), Pedro Mendes (Montpellier), Pepe (Besiktas) e Rúben Dias (Benfica)

Médios – Bruno Fernandes (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), Gedson Fernandes (Benfica), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern), Rúben Neves (Wolverhampton), Sérgio Oliveira (FC Porto) e William Carvalho (Bétis)

Avançados – André Silva (Sevilha), Bernardo Silva (Manchester City), Bruma (RB Leipzig), Éder (Lokomotiv Moscovo), Gonçalo Guedes (Valência) e Hélder Costa (Wolverhampton)

O programa  da Seleção Nacional será revelado diariamente através do site fpf.pt

 

A Liga das Nações realiza-se da seguinte forma:

Os jogos dos grupos da UEFA Nations League serão disputados ao longo de seis jornadas, em forma de “jornadas duplas”, em Setembro, Outubro e Dezembro de 2018. A fase final da UEFA Nations League, para as equipas que vencerem os quatro grupos da Liga A, está agendada para Junho de 2019.

Para essa fase final da UEFA Nations League, os vencedores dos quatro grupos da Liga A da UEFA Nations League jogarão entre si em encontros a eliminar (meias-finais, jogo de atribuição do terceiro lugar e final) em Junho de 2019, de forma a consagrar o campeão da UEFA Nations League. Os embates das meias-finais serão decididas por sorteio e o local será decidido pelo Comité Executivo da UEFA em Dezembro de 2018, sendo o anfitrião escolhido de entre os quatro finalistas

Os jogos dos “play-offs” decorrerão em Março de 2020 (ver abaixo).

Irá o apuramento para o UEFA EURO sofrer alterações?

As mudanças feitas ao apuramento para o UEFA EURO tornam-no mais simples. A equação é agora simples: dez grupos, com as duas melhores equipas de cada grupo a apurarem-se automaticamente e os restantes quatro lugares a serem atribuídos aos vencedores do “play-off” da Qualificação Europeia, nos quais têm direito a participar os vencedores dos 16 grupos da UEFA Nations League.

O sorteio da fase de qualificação para o UEFA EURO 2020 será realizado após a conclusão da UEFA Nations League e colocará as quatro seleções presentes na fase final da UEFA Nations League em grupos de cinco equipas.

Mas o princípio-chave da qualificação mantém-se: uma equipa pode defrontar qualquer outra.

A Qualificação Europeia para o UEFA EURO 2020 começará em Março de 2019. Haverá duas rondas de jogos em Março, Junho, Setembro, Outubro e Novembro de 2019. Ao todo, serão constituídos seis grupos de cinco seleções e quatro grupos de seis seleções (dez grupos no total), a disputar ao longo de dez jornadas (tal como acontece atualmente). O vencedor e o segundo classificado de cada um dos dez grupos garantirão o apuramento automático para a fase final do UEFA EURO 2020 (a disputar em Junho de 2020).

as restantes quatro vagas na fase final do UEFA EURO 2020 serão atribuídas aos vencedores dos embates do “play-off” a disputar em Março de 2020:

Se algum dos vencedores dos grupos tiver garantido o apuramento através da Qualificação Europeia, então a posição no “play-off” será atribuída à seleção com melhor ranking na Liga em questão. Se numa Liga não restarem seleções ainda não apuradas suficientes, os restantes lugares passarão para seleções de outra Liga, tendo em conta o ranking geral dessa Liga.

Cada Liga terá um caminho próprio nesse “play-off”, com duas meias-finais e uma final jogadas a uma só mão. O vencedor de cada um desses caminhos garante uma vaga no UEFA EURO 2020.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.