Lesões desportivas nos jovens atletas

In Artigos de Opinião, Atletas - Artigos de Opinião, Crianças, Futebol Formação, Lesões Desportivas, Medicina - Artigos de Opinião, Prevenção de Lesões, Saúde - Artigos de Opinião, Treinadores - Artigos de Opinião by RedaçãoDeixe um comentário

OS JOVENS ATLETAS TÊM MUITOS ANOS DESPORTIVOS PELA FRENTE E SERIA UMA PENA QUE TERMINASSEM CEDO DEMAIS.

40% de todas as lesões nos jovens atletas (crianças e adolescentes) estão relacionadas ao desporto. No geral, as taxas de lesões masculinas e femininas têm vindo a igualar-se devido ao aumento gradual da taxa de participação feminina.

 

As lesões relacionadas à prática desportiva enquadram-se em dois tipos de trauma:

* Macro (devido a um único evento traumático, como por exemplo,  uma fratura)

* Micro (devido ao trauma repetitivo por excesso de uso)

As lesões no jovem atleta são, muitas vezes, banalizadas. Eles geralmente são incentivados, ou encorajados, a “endurecer e brincar com a dor”. Essa abordagem não é do melhor interesse do jovem atleta pois, muitas vezes, leva ao atraso da recuperação da lesão, e do regresso ao desporto, pode transformar uma lesão facilmente tratável numa que se torna difícil de tratar e, em alguns casos, pode resultar numa lesão grave, e permanente, que pode levar ao impedimento da futura participação desportiva.

 

O Diagnóstico Correto é Essencial

Na maioria dos casos, é possível fazer um diagnóstico preciso, através do histórico de lesões do atleta e realizando um exame clínico completo. A idade, o sexo e o nível de participação do jovem atleta no desporto são importantes. Uma descrição de como a lesão ocorreu é valiosa: se houve um “estalo”, inchaço, histórico de lesões anteriores, histórico familiar de lesões semelhantes, ou outros sinais ou sintomas.

A frequência com que o atleta treina e joga também são informações importantes, para detectar se o overtraining pode estar a predispôr às lesões.

Embora exames complementares de diagnóstico, como o raio-X, a ressonância magnética e o ultrasom possam ser necessários, na maioria dos casos, um diagnóstico preciso pode ser feito com um bom histórico e um exame sistemático das estruturas lesionadas.

 

Lesões Por Excesso de Uso

Imagem: http://www.wholechildsports.com/2017/06/14/shocking-injury-statistics-youth-sports/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A maioria das lesões por excesso de uso, como fraturas por stress e tendinopatias, é evitável. Se o jovem atleta sofrer alguma lesão por excesso de uso, a primeira opção de tratamento é o descanso, até que uma opinião médica possa ser solicitada. Em atletas jovens, isso significa evitar a atividade que está a causar o problema, ou reduzir a intensidade, até que o desconforto seja resolvido. Repouso total, ou imobilização, raramente são necessários.

Gerir a “carga de exercício” do jovem atleta é particularmente importante. Os atletas “superdotados” são frequentemente vítimas de overtraining e de competições. O seu atletismo natural encoraja os treinadores, coordenadores técnicos e dirigentes a treinar estes jovens, e a colocá-los a jogar, em demasia. Eles geralmente são o “arranque” da equipa e todos querem que eles joguem.

É muito importante que os pais definam, em conjunto com os treinadores, o volume de treino e tempo de jogo dos seus filhos. Os bons treinadores entenderão que a sobrecarga é um problema que pode ser gerido.

 

Dicas para os Pais e Treinadores Ajudarem a Prevenir as Lesões dos Jovens Atletas

Imagem: http://www.mahaskaymca.org/youth-soccer/

Os jovens atletas têm muitos anos desportivos pela frente e seria uma pena que terminassem cedo demais.

  • Permita que os jovens atletas joguem com a sua própria intensidade e ritmo
  • Incentive o jovem atleta a começar a ficar em forma e condição física, pelo menos um mês antes de começar qualquer desporto coletivo
  • Enfatize os exercícios de alongamento e flexibilidade
  • Inicie a estabilidade dos músculos do tronco, e exercícios posturais, desde tenra idade. Os ginastas começam muito cedo a desenvolver um excelente controle do corpo. Isso também se deve aplicar a outros desportos
  • Certifique-se de que os campos estão razoavelmente em boas condições e de que os atletas usam o equipamento adequado à sua prática desportiva

Em caso de dúvida, procure aconselhamento especializado (médico ou fisioterapeuta, por exemplo). Em geral, as crianças e jovens são motivados a praticar desporto porque é divertido. Pais e treinadores que exigem muito podem colocar os jovens atletas em risco.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.