Memos Convention aponta caminhos para um desporto melhor

In Andebol, Árbitros, Artes Marciais, Atletas, Atletismo, Basquetebol, Desporto Adaptado, Desporto Aventura, Desporto Motorizado, Desportos de Raquete, Desportos Náuticos, Dirigentes Desportivos, Futebol, Futsal, Modalidades, Treinadores, USport by RedaçãoDeixe um comentário

 

Cascais acolhe desde esta quinta-feira e até amanhã a II MEMOS Convention, encontro de atuais e ex-alunos do mestrado executivo em gestão de organizações desportivas patrocinado pela Solidariedade Olímpica, com o envolvimento de 16 universidades. O evento tem a organização do Comité Olímpico de Portugal (COP) em colaboração com a MEMOS Association, e conta com a Câmara Municipal de Cascais e a Toyota como parceiros locais.

O COP assumiu a responsabilidade da organização e o presidente José Manuel Constantino sublinhou, na sessão de abertura, a importância que a formação tem no desenvolvimento das qualificações de dirigentes e gestores, que é o objetivo final do MEMOS: “Se o desporto deve estar ao serviço do desenvolvimento humano como defendia Pierre de Coubertin e a carta olímpica acolhe, então a governação do desporto não pode viver apenas da obsessão pelo resultado desportivo e descurar a credibilidade, a integridade e a democraticidade das suas organizações, inscritas como prioridades estratégicas na Agenda Olímpica 2020.”

 

O Centro de Congressos do Estoril, em Cascais, onde decorre a MEMOS Convention, está a ser palco de um conjunto de oportunidades para os cerca de 200 participantes oriundos de todo o mundo potenciarem contactos e partilharem conhecimentos acerca dos desenvolvimentos mais recentes do Movimento Olímpico e das organizações desportivas. Filipa Castro Henriques, da Câmara Municipal Cascais, deu as boas-vindas aos “memosianos” e deixou um convite: “Façam de Cascais também a vossa casa.”

Membro da Solidariedade Olímpica, Joanna Zipser-Graves, Solidariedad Olímpica, recorreu aos Valores Olímpicos para justificar o apoio concedido ao mestrado executivo: “Quanto à Excelência, o MEMOS é ferramenta para atingir o objetivo de desenvolvimento das organizações desportivas; em relação ao Respeito, esta é uma oportunidade em que todos se juntam, seja de diferentes países, religiões ou políticas; e a Amizade é o que nós procuramos atingir nos próximos dias.”

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e Desporto, interveio na sessão de abertura dando nota de satisfação quanto à mobilização dos “memosianos” portugueses: “Já temos 28 graduados, o que é uma boa notícia.” E aproveitou para esclarecer quais as ações que o governo português tem desenvolvido na área da formação: “Também temos a preocupação de capacitação dos dirigentes desportivos.”

O governante português elogiou a organização da convenção e quis “prestar reconhecimento ao COP pelo compromisso que tem com o desporto, da base ao alto rendimento.”

 

Excelling in Governance

O primeiro orador de referência MEMOS Convention foi Michael Vesper (ex-secretário-geral do Comité Olímpico da Alemanha), com a comunicação “Excelling in Governance”, na qual expôs os problemas que se colocam a uma das áreas mais críticas do desporto. “Por que é que a governação importa” não assumiu a forma interrogativa, antes foi um ponto de partida para Vesper explicar o que está em causa: “A credibilidade do movimento olímpico é posta em causa por vários problemas e os apoios públicos estão a desaparecer”, defendeu, dando os exemplos de Sion (Suíça), Calgary (Canadá) e Hamburgo (Alemanha), cidades que recusaram candidatar-se à organização dos Jogos Olímpicos.

“O futuro do Movimento Olímpico está sob ameaça, encontramo-nos numa encruzilhada”, considerou Michael Vesper. E a solução passa por ter melhor desempenho nas áreas de decisão.

“Não há necessidade de inventar a roda para ter uma boa governação”, sustentou o autor de “Excelling in Governance”, que apontou caminhos: “Tomar medidas contra o risco de abuso de poder nas organizações, disciplinar os salários e combater a corrupção” são alguns deles.

Os princípios fundamentais enunciados por Michael Vesper para existir uma boa governação das organizações desportivas são a “transparência, independência, existência de auditorias e controlo interno”, com o objetivo final de “acabar com escândalos, para melhorar a imagem e gerar boa publicidade.”

“United by Olympism” deu título à apresentação de Barry Maister, membro do Comité Olímpico Internacional, campeão olímpico de hóquei com a Nova Zelândia em Montreal 1976.

Maister deu exemplos de como o Olimpismo pode ser posto em prática, unindo as pessoas, e apontou as parcerias desenvolvidas com as Nações Unidas, o maior envolvimento das mulheres no desporto, os programas de desenvolvimento desportivo, a criação da equipa olímpica de refugiados e os programas de educação olímpica.

“O maior desafio é manter o desporto relevante e legítimo”, disse Maister, tendo então parafraseado Molière: “Quanto maior for o obstáculo, maior será a glória de vencê-lo.”

 

Portugal: Destino Desportivo

Paralelamente, no Centro de Congressos do Estoril, decorre uma exposição intitulada “Portugal: Destino Desportivo”, promovida pelo COP, em cooperação com a Fundação do Desporto, na qual entidades portuguesas têm a oportunidade de apresentar as suas atividades e propósitos. Estão presentes os Centros de Alto Rendimento do Jamor, Foz Côa, Caldas da Rainha, Viana do Castelo e Rio Maior; as Federações Portuguesas de Ciclismo e Natação; a Câmara Municipal de Cascais; a Promo, Sports Venture, Universidade Europeia, Sports Partner e Cosmos Viagens.

 

Programa de Dia 7

9h00-10h00 –  Defining our future – Keynote speaker: Marisol Casado (Presidente da Federação Internacional de Triatlo)

10h00-11h00 – Defining our future – Painel de Debate

11h00-11h30 – Coffee break

11h30-12h30 – Five rings of Marketing – Keynote speaker: Jochen Farber (Chefe em Lausanne do Olympic Channel)

Debate

12h30-14h00 – Almoço

14h00-17h30 – Sessões de debate

17h30-19h00 – Atividades desportivas

Encerramento

 

O que é o MEMOS

O MEMOS (Master Exécutif en Management des Organisations Sportives) é um mestrado executivo dirigido a profissionais de organizações desportivas nacionais e internacionais, com o objetivo de os dotar com conhecimento e ferramentas necessárias para uma melhor gestão das suas organizações.

O seu plano de estudos é oferecido em três línguas: Inglês, Espanhol e Francês, e consiste em quatro sessões presenciais durante um ano, que culminam com a elaboração e apresentação de um projeto (tese) relacionado com a organização em que o aluno trabalha. As aulas e módulos são lecionadas por professores e profissionais do desporto internacional e neles são fomentados debates, trabalhos de grupo, apresentações multimédia, etc. A defesa da tese dá-se na última sessão e decorre em Lausanne, sendo que as restantes decorrem em diferentes cidades. Todos os alunos são alocados a um tutor que os acompanha durante todo o período de estudos, fornecendo orientação acerca dos seus projetos.

O MEMOS já conta com 23 anos de existência, participantes de 171 nacionalidades e 16 Universidades envolvidas.

Este mestrado é da responsabilidade da MEMOS Association e tem o patrocínio da Solidariedade Olímpica.

Mais informações sobre a MEMOS Convention em  http://convention2018.memos.degree/.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.