Projeto 1 – guarda-redes Futsal

Em Futsal por AdminComentários de 0

João Benedito é o patrono e o coordenador de um projeto que prevê chegar a cerca de 80 guarda-redes e a mais de 300 treinadores em todo o país, conforme explica o diretor da FPF, Pedro Dias.

A Federação Portuguesa de Futebol lança o “Projeto 1” que tem como objetivos fundamentais:

– Colocar a FPF como referência internacional na formação de guarda-redes de Futsal de excelência;

– Aumentar o número de guarda-redes com desempenho elevado para integrar as seleções nacionais de formação;
– Qualificar e valorizar a posição de guarda-redes e treinadores;
– Melhorar e fomentar metodologias de treino específico de guarda-redes;
– Melhorar e aumentar a deteção e seleção de guarda-redes de Futsal;
– Promover o guarda-redes de Futsal português.

Este “Projeto 1” surgiu de uma decisão da Direção da Federação Portuguesa de Futebol.

Pedro Dias, diretor da Federação Portuguesa de Futebol, começou por explicar ao site fpf.pt que “este Projeto está integrado nos compromissos com a qualificação e sustentabilidade do programa da atual direção até 2020”.

“Estão planeadas várias ações que permitirão atingir os objetivos a que nos propusemos. Entre janeiro e maio irão decorrer ações em Bragança, Angra do Heroísmo, Beja, Portalegre, Madeira e Évora, junto das Associações de Futebol e em seis estágios de seleções nacionais. Nas próximas duas épocas (2018/19 e 2019/20) iremos realizar as ações nas restantes 16 associações do País”, sublinhou o responsável federativo para o Futsal.

João Benedito como patrono 
João Benedito é o guarda-redes luso com mais internacionalizações (185), sagrando-se vice-campeão europeu (2010) e estando por três vezes em meias-finais de campeonatos do Mundo e da Europa (3.º lugar em 2000 e 4.º lugar em 2007 e em 2014). Praticante de futsal na FPF ao longo de 23 épocas, conquistou 21 títulos nacionais como sénior (nove campeonatos, cinco taças de Portugal, seis supertaças e uma Taça da Liga) e esteve por quatro vezes nas meias-finais da UEFA Futsal Cup.

“É um grande orgulho ter sido convidado pela FPF para ajudar ao desenvolvimento do Futsal português e neste caso para a posição específica que ocupei ao longo da minha carreira. Espero poder contribuir para o aparecimento e desenvolvimento de mais e melhores guarda-redes desta modalidade que está em franco crescimento”, começou por explicar João Benedito ao site da Federação.

“Aceitei associar-me a este projeto, pois permite-me contribuir para um desporto que pratiquei. Vou poder transmitir aquilo que aprendi ao longo de vários anos, contribuindo com a experiência que adquiri. Numa vertente de coordenação, espero contribuir para o desenvolvimento de jovens que poderão ser a base do futuro do Futsal nacional. Este Projeto 1 foi construído com a ideia clara de poder dotar quem treina – tanto os guarda-redes no campo, como os técnicos -, de melhores condições teóricas e práticas para desenvolverem de melhor forma o seu trabalho. Vamos transmitir ferramentas que possibilitem um trabalho com mais foco, mais concentração e capacidade nos exercícios de treino. Ser patrono e poder assumir funções de coordenação neste projeto da FPF é um enorme orgulho. Penso que mais do que as palavras, vai ser um projeto que vai fluir por si e que tem condições para ter um grande sucesso no futuro”, acrescentou.

“Contar com uma das principais referências do Futsal português e internacional, é uma mais-valia para esta iniciativa, dando-lhe ainda mais projeção junto dos públicos-alvo deste Projeto 1, que são jovens guarda-redes dos 13 aos 17 anos”, afirmou Pedro Dias. “Temos de agradecer a disponibilidade e, estou certo, toda dedicação e carinho que o João Benedito irá integrar a na coordenação do Projeto 1, como aliás sempre o fez na defesa dos interesses da modalidade.”

Várias ações até final da época
Irão realizar-se ações formativas a realizar nas Associações Distritais e Regionais a partir do dia 5 de janeiro, no âmbito dos jogos de preparação da seleção nacional sub-18 masculina contra a Espanha, que irá decorrer em Bragança.

“Esperamos contar com cerca 10 guarda-redes selecionados pelas associações de futebol em cada uma das seis ações que estão previstas até ao final da época. Contamos com o maior número possível de guarda-redes, treinadores adjuntos ou principais nas áreas geográficas em que decorrerão as ações.  Cada ação integra uma componente formativa em sala para treinadores e uma componente prática em campo com a participação dos treinadores e dos guarda-redes”, explicou Pedro Dias.

“Estas ações serão creditadas para efeitos de formação continua dos treinadores”, prosseguiu.

Paralelamente às ações nas Associações de Futebol, irão existir outras ações integradas em estágios das seleções nacionais.

Irão ser integradas ações deste projeto em estágios das seleções masculinas (sub-16, sub-18 e sub-21) e femininas (sub-18 e AA). Pedro Dias revelou que “serão convocados mais três guarda-redes do que é habitual, num total de cinco – os guarda-redes a convocar poderão ser femininos ou masculinos. Também participarão nos estágios três treinadores de guarda-redes de clubes”.

“Ao longo destas seis ações nas Associações, para guarda-redes dos 13 aos 17 anos, e das ações no âmbito dos estágios das seleções, para guarda-redes sub-15, sub-16 e sub-17, prevemos chegar a um total de 78 guarda-redes e 318 treinadores”, prosseguiu.

Obra publicada
Paralelamente a estas ações, será publicado um livro da autoria da equipa técnica nacional de futsal da FPF (“Posturas de Prontidão Desportiva de Guarda-redes de Futsal”).

Coordenação
A supervisão técnica do projeto é assegurada pelo Selecionador Nacional Jorge Braz, e pelos treinadores nacionais Pedro Pala e Ricardo Azevedo. Pedro Palas (coordenador do Projeto da Zona Norte) e Ricardo Azevedo (coordenador do Projeto da Zona Norte) serão os elementos em ligação com os coordenadores técnicos das Associações de Futsal.

Deixe um Comentário