Jóni Brandão vence última etapado IV Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

Jóni Brandão, da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, triunfou nesta tarde de domingo na Covilhã, ao ser o primeiro a cruzar a linha da meta da terceira etapa do IV Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela. O trepador gastou 04h51m32s para pedalar os 177,4 km que uniram Celorico da Beira à Covilhã. Na Geral, Brandão classificou-se na 3.ª posição a 4 segundos do vencedor da prova. Já Henrique Casimiro manteve a liderança da Camisola Azul (Montanha) e foi coroado “Rei dos Trepadores” na Covilhã.

Em dia de etapa rainha, finalmente a EFAPEL chega à vitória após uma jornada dura e exigente, com passagem pelo Alto da Torre, onde os corredores enfrentaram um manto espesso e frio de nevoeiro, com a neve como cenário. Condições que vieram endurecer a corrida e fazer uma seleção. Ainda antes de iniciar a subida ao ponto mais alto de Portugal Continental, era a EFAPEL que comandava o pelotão. Em plena subida, quatro homens assumiam a cabeça de corrida, um deles era Jóni Brandão. E a 3 km de chegar ao topo, passavam a 14 corredores, onde Jóni Brandão prosseguia, mas agora com a companhia de Henrique Casimiro (segundo a passar na meta instalada na Torre, mantendo a Camisola Azul) e Nikolay Mihaylov.
Até 4 km do final, o búlgaro resistiu na frente da corrida, com o apoio da equipa, que trabalhou com afinco coletivamente até chegar à meta. Contudo, na derradeira escalada sucederam-se os ataques, partindo o mais potente de Jóni Brandão, numa chegada que o favorecia e que resultou na primeira vitória do ano para a EFAPEL.
Após cortar a meta, Jóni Brandão afirmou que “sem a minha equipa não seria possível esta vitória. Eu disse sempre que queria vencer. E todos tínhamos a ambição da vitória, que conseguimos hoje”.
Para o diretor desportivo da EFAPEL, Américo Silva, “a vitória na última etapa acabou por vir coroar todo o trabalho individual e coletivo que a EFAPEL teve ao longo da competição. Queríamos ter vencido a Geral Individual, mas temos de dar os parabéns ao adversário, perante as circunstâncias da corrida”.

 

CLASSIFICAÇÕES:

CLASSIFICAÇÃO ETAPA
3.ª ETAPA: Celorico da Beira – Covilhã: 177,4 km
1.º Jóni Brandão (EFAPEL), 04h51m32s
11.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 9s
22.º Bruno Silva (EFAPEL), a 36s
32.º Niki Mihaylov (EFAPEL), a 02m13s

CLASSIFICAÇÃO ETAPA POR EQUIPAS
1.ª ICA- Israel Cycling Academy, 14h34m54s
3.ª EFAPEL, a 27s

CLASSIFICAÇÃO GERAL AMARELA
1.º Edwin Ávila (Israel Cycling Academy), 13h41m41s
3.º Jóni Brandão (EFAPEL), a 4s
9.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 22s
17.º Bruno Silva (EFAPEL), a 52s
38.º Niki Mihaylov (EFAPEL), a 12m08s

CLASSIFICAÇÃO GERAL MONTANHA AZUL
1.º Henrique Casimiro (EFAPEL), 29 Pontos
3.º Jóni Brandão (EFAPEL), 13 Pontos
6.º Niki Mihaylov (EFAPEL), 10 Pontos

CLASSIFICAÇÃO GERAL METAS VOLANTES VERDE
1.º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano), 6 Pontos
4.º Henrique Casimiro (EFAPEL), 5 Pontos
7.º Jóni Brandão (EFAPEL), 3 Pontos
9.º Niki Mihaylov (EFAPEL), 3 Pontos

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPAS
1.ª ICA- Israel Cycling Academy, 41h06m09s
3.ª EFAPEL, a 27s

 

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.