EFAPEL inaugura Volta a Portugal com dois corredores no Top 15

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

Jóni Brandão foi o corredor mais veloz da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, ao concluir o prólogo que inaugurou hoje a 81.ª Volta a Portugal na 8.ª posição, a 7 segundos do vencedor, Samuel Caldeira (W52-FC Porto). O búlgaro Niki Mihaylov foi o 15.º mais rápido neste esforço individual, fechando o Top 15 do dia. Na Etapa e na Geral por Equipas a EFAPEL ficou com o 3.º lugar de ambas as classificações.
Pela terceira vez nos últimos dez anos foi Viseu que deu o “tiro” de partida para a prova rainha, com um percurso de 6 km praticamente planos, na Avenida da Europa, em torno da zona histórica da cidade. A EFAPEL partiu otimista e o líder Jóni Brandão saiu de Amarelo. Foi ele o melhor corredor da equipa, ao concluir este contrarrelógio individual em 8.º lugar, mesmo não sendo a sua especialidade. Por seu turno, Niki Mihaylov, contrarrelogista por excelência ficou com a 15.ª posição, seguindo-se Sérgio Paulinho (18.º) e Henrique Casimiro (25.º).
Este primeiro dia coloca assim as primeiras diferenças entre o pelotão e os candidatos ao desejado troféu. Mas a EFAPEL está confiante na condição dos seus corredores, mesmo estando consciente das dificuldades que vão surgir pelo caminho. Contudo, a equipa tudo vai fazer para regressar à vitória desta edição, que se prevê muito competitiva.
“O balanço deste arranque da Volta a Portugal é positivo. Terminamos com o Jóni Brandão nos 10 primeiros lugares e o Niki Mihaylov a fazer 15.º lugar, foi bom. O Sérgio Paulinho e o Henrique Casimiro defenderam-se bem e resta-nos dizer que está concluído este primeiro dia de competição com um sentido de dever cumprido”, disse Rúben Pereira, diretor desportivo da EFAPEL. “Restam agora 10 dias de prova e todos eles serão decisivos. Sobre a etapa de amanhã, posso avançar que vai ter um sabor especial, porque saímos da terra do nosso principal patrocinador, a EFAPEL, onde temos muitos fãs e amigos à nossa espera. É uma tirada que apresenta quatro contagens de montanha, sabemos que os adversários estão bem e que a qualidade do pelotão é elevada. Mas estamos também conscientes do nível dos nossos atletas, portanto vamos para dar o melhor”, rematou o dirigente da estrutura de Ovar.
Amanhã a caravana parte de Miranda do Corvo às 12.50 horas, para percorrer 174,7 km até Leiria. Pelo caminho há quatro Prémios de Montanha (um de 1.ª categoria, dois de 4.ª categoria e o último de 2.ª categoria), mas está previsto que a chegada aconteça ao sprint, pelas 17.30 horas, após 600 metros de reta na Avenida Dr. João Soares, onde está instalada a meta.
Sendo uma etapa com partida muito perto de casa, estando Miranda do Corvo próxima da Lousã, onde estão as instalações da EFAPEL S.A., “main sponsor” da equipa, a estrutura preparou algumas surpresas para os fãs. Vai estar também presente a Escola de Formação com alguns atletas e antes de ser dada a partida vai ser celebrada uma parceria entre a Associação Patrulheiros e a EFAPEL, no âmbito da campanha que está a decorrer durante a Volta a Portugal: EFAPEL (Re)Cycling.
CLASSIFICAÇÕES:

CLASSIFICAÇÃO GERAL – AMARELA 
PRÓLOGO
Viseu – Viseu: 6 km – CRI
1.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 07m28s
8.º Jóni Brandão (EFAPEL), a 07s
15.º Niki Mihaylov (EFAPEL), a 10s
18.º Sérgio Paulinho (EFAPEL), a 12s
25.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 17s
30.º Bruno Silva (EFAPEL), a 21s
40.º Rafael Silva (EFAPEL), a 27s
74.º Fabricio Ferrari (EFAPEL), a 37s

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPAS
1.ª W52-FC Porto, 22m28s
3.ª EFAPEL, 31m42s, a 25s

Fonte:

Efapel

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.