Miranda-Mortágua ambiciosa para o GP Beiras e Serras da Estrela

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

 

A equipa Continental UCI Miranda-Mortágua volta à estrada com o pelotão internacional a partir de sexta-feira e até domingo, de 12 a 14 de abril, para disputar o IV Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, que chega à quarta edição, consolidando-se como umas das provas realizadas em Portugal com maior cotação UCI, sendo de classe 2.1, a mesma da Volta a Portugal.

Numa região marcada por uma orografia exigente, a caravana vai encontrar três etapas com nível de dificuldade médio-alto. A prova arranca com uma ligação de 155 quilómetros, entre Vilar Formoso e Pinhel, seguindo-se uma viagem de 197 quilómetros, desde Manteigas até ao Fundão. Para fechar a quarta edição desta prova, os ciclistas terão pela frente 177 quilómetros, entre Celorico da Beira e a Covilhã, com o momento alto do dia a estar reservado para a passagem pelo alto da Torre.

Para esta prova, o diretor desportivo Pedro Silva irá contar com 7 ciclistas à sua disposição, Tiago Leal, Jesús Nanclares, Daniel Freitas, Hugo Sancho, Sérgio Vega, Gaspar Gonçalves e Pedro Pinto.

Pedro Silva, na antevisão para esta prova afirma que “a equipa preparou bem esta prova, estivemos inclusive em estágio para poder percorrer as estradas onde iremos passar. Os nossos ciclistas estão perfeitamente cientes das dificuldades desta prova, mas partimos com ambição de nos mostrarmos num pelotão de altíssima qualidade.”

O pelotão vai contar com 18 equipas, oriundas de dez países. Entre os coletivos convidados há três continentais profissionais, o que irá elevar em muito o níve

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.