Miranda-Mortágua continua em destaque nesta Volta a Portugal

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

 

 

 

Disputou-se hoje a segunda etapa da Volta a Portugal Santander, a mais longa da prova,
198,5 quilómetros entre a Marinha Grande e Santo António dos Cavaleiros, Loures. A
equipa esteve uma vez mais em destaque ao estar presente na fuga do dia com Leangel
Linarez, Gaspar Gonçalves venceu a montanha de 3a categoria e Daniel Freitas esteve
na luta pela vitória de etapa.
Era objetivo da equipa para o dia de hoje colocar um homem na fuga e Leangel Linarez,
o nosso mais recente reforço cumpriu essa missão à risca. Com cerca de 10 quilómetros
de corrida, um grupo de 4 ciclistas escapava-se e entre eles estava Leangel. Grupo este
que rodou durante a maior parte da etapa da frente e onde Leangel foi o mais forte nas
três Metas Volantes da etapa, e foi durante largos quilómetros protagonista na
transmissão televisiva.

Fuga esta que viria a ser alcançada já na subida para o Prémio da Montanha de Salemas,
onde surgiram ataques e Gaspar Gonçalves, atento às movimentações seguiu com os
melhores. Gaspar venceu o prémio de montanha e assumiu ainda mais a sua pretensão
à camisola Azul, está agora a apenas 2 pontos do primeiro classificado.
Após a conquistar a contagem de montanha, Gaspar com o dever de missão cumprida
aguardou pelo pelotão. Já com poucos quilómetros restantes de etapa, a equipa estava
agora concentrada na chegada com Daniel Freitas. Chegada bastante dura, coincidente
com uma contagem de montanha de 4a categoria, mas onde Daniel Freitas se assumiu
desde cedo para lutar com os melhores.

 

Mais uma etapa de enorme destaque para a equipa, onde saímos uma vez mais com um
balanço muito positivo. No final Leangel, satisfeito afirmava que “Bem, hoje, em
primeiro lugar, graças a Deus que me encontrava melhor que ontem. Nós fizemos o que
o nosso diretor nos disse sobre estar atentos às fugas, saí num grupo de 4 elementos e
então nós sabíamos o que podíamos fazer. Venci as três Metas Volantes, e claro adquiri
muita experiência junto deste pelotão profissional. Esperamos continuar assim e obter
ainda mais do que já temos. Estou muito contente com a equipe e os colegas de equipas,
pois hoje fizemos novamente uma grande corrida.”

A equipa venceu todas as metas intermédias existentes na etapa, com Leangel Linarez
e Gaspar Gonçalves. Coletivamente bom desempenho igualmente, com a equipa a
fechar a etapa na 9a posição na Classificação por Equipas.
A terceira etapa, neste sábado, prevê-se quente. A meteorologia promete temperaturas
entre os 30 e os 40 graus, na ligação de 194,1 quilómetros, entre Santarém e Castelo
Branco, através de um percurso plano, propício a longas fugas e a uma chegada ao
sprint.

Classificação Etapa
Miranda do Corvo – Leiria: 174,7 kms
1.o Mikel Aristi (Euskadi Basque Country Murias), 4h50m05s
11.o Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 8s
29.o Hugo Sancho (Miranda-Mortágua), a 20s
58.o Sergio Vega (Miranda-Mortágua), a 43s
98.o Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua), a 3m05s
107.o Cristian Mota (Miranda-Mortágua), a 5m28s
111.o Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua), a 6m46s
121.o Leangel Linarez (Miranda-Mortágua), a 10m57s

Classificação Geral
1.o Gustavo Veloso (W52-FC Porto), 9h44m43s
11.o Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 20s
48.o Hugo Sancho (Miranda-Mortágua), a 1m08s
81.o Sergio Vega (Miranda-Mortágua), a 2m18s
100.o Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua), a 5m53s
104.o Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua), a 7m16s
108.o Cristian Mota (Miranda-Mortágua), a 10m24s
122.o Leangel Linarez (Miranda-Mortágua), a 33m39s

Classificação Geral Montanha
1.o Peio Goikoetxea (Team Euskadi), 29 pts
2.o Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua), 27 pts

Classificação Geral por Equipas
1.o W52/FC Porto, 14h43m49s
12.o Miranda-Mortágua, a 2m29s

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.