Pescar em segurança! Proteja a sua vida!

Em Pesca por AdminComentários de 0

Infelizmente todos os anos somos confrontados com noticias de acidentes com pescadores, que na maior parte das vezes acabam por perder a vida, nunca será de mais sensibilizar todos os companheiros para desfrutar de cada jornada de pesca nas melhores condições de segurança possíveis.

Como qualquer outra atividade ao ar livre, a pesca requer medidas de segurança, pela diversidade de diferentes tipologias e relevos dos pesqueiros, mas também pela força do mar e a sua imprevisibilidade, ou das correntes dos rios. Além de não estarmos no nosso ambiente natural, o pescador corre diversos riscos com o material que utilizamos, com o barco, com a sua negligencia ao descurar a sua segurança e com o próprio peixe que tentamos capturar, quer durante a recuperação, ou por ser uma espécie perigosa.

Todas estas situações levam-nos a uma reflexão sobre se não será a segurança na pesca um dos temas de maior importância e, ao mesmo tempo, um dos mais descurados pela maioria dos praticantes deste desporto ou atividade de lazer?

Existem diversas modalidades dentro da pesca lúdica e desportiva, e todas elas tem riscos associados, umas mais que outras, pelas características inerentes à sua prática, pelos locais onde são praticadas, pelos equipamentos e materiais usados, pelo peixe capturado e porque não podemos desassociar estes quatro tópicos um dos outros, a pesca quando praticada em condições difíceis exige extrema cautela.

Porquê praticar uma pesca perigosa! Nenhum peixe merece arriscar a nossa vida na sua captura!

Entre os vários estilos de pesca destacamos aqueles que pelas suas caraterísticas e prática podem ter maior riscos associados:

  • Pesca à Boia e Chumbadinha, em locais rochosos, geralmente de difíceis acessos, em falésias e/ou em escarpas, pesca em altura.
  • Pesca de Corrico, Spinning, geralmente praticada em períodos do dia com menor luz, quer em praias, em zonas rochosas com rebentação, nas margens dos rios, em molhos ou pontões.
  • Pesca Embarcada ou de Kayak, por ser praticada em mar aberto ou rios com correntes, o espaço reduzido conforme o numero de tripulantes, no manuseamento dos equipamentos de pesca, além do estado do mar e do tempo que poderá provocar o seu naufrágio.
  • Pesca Submarina, NUNCA MERGULHE SOZINHO esta regra é uma das mais importantes na pesca submarina e no mergulho em todo o mundo.

Um dos pontos comuns em quase todas estes estilos de pesca é a pratica do lançamento que requer o maior cuidado quer seja num barco, num kayak, numa praia, mas em especial em zonas de rocha, por ser um local com variadíssimas condicionantes para o melhor apoio e estabilidade na execução do movimento frontal que produzimos durante o lançamento ou até mesmo durante o trabalho que executamos durante a recuperação, que nos poderá provocar quedas em buracos entre as rochas ou no perigo que é uma onda maior do que outras nos poder bater provocando o desequilibro e consequente queda nas rochas ou na água onde o risco é, então maior, porque a ondulação, as correntes e a força do mar nos pode jogar contra as rochas ou arrastando para o fundo e para buracos (risco de afogamento!). Portanto, esteja sempre muito atento ao mar, nunca lhe vire as costas, tente mentalmente ter um ou dois caminhos alternativos que possam permitir em segurança uma escapatória o mais segura possível.

Use vestuário leve, se por acidente cair na água, não interfira com a necessidade de nadar.

Nunca pesque sozinho neste tipo de pesqueiros, avise sempre em casa para onde vai pescar e com quem vai, faça uso do colete de salvação/ flutuação, use calçado e vestuário adequado.

“Nunca vires as costas ao mar”

Segurança na Pesca de Praia

Verifique antes de efetuar os lançamentos que em seu redor não afetam pessoas ou objetos próximos.

Não pesque com trovoadas e/ou tempestades

Segurança na Pesca Embarcada ou kayak

Uma boa dica de segurança na pesca embarcada é não sobrecarregar o barco ou o kayak! Leve apenas a sua própria alimentação e o material indispensável.

Use colete para o caso de cair ao mar, ou a embarcação virar.

Segurança na Pesca Submarina

Esteja descansado / não beba, a sua capacidade de concentração na tomada de decisões e até mesmo a sua resposta motora será menor do que o habitual, caso não tenha descansado o seu corpo na noite anterior ao mergulho. Além disso, o álcool desidrata o corpo e pode trazer sérios problemas.

Esteja em forma, é muito importante para manter a atividade cardiovascular regularmente, a fim de se adaptar e preparar o corpo para longos dias de pesca (entre 4-6 horas). Correr regularmente ou nadar ajuda bastante a se manter em forma.

Verifique e mantenha seus equipamentos em bom estado e respeite os seus limites físicos e o estado do mar.

Segurança na Pesca em Águas Interiores (Rios, Barragens, Albufeiras)

Na pesca em rios e albufeiras, verifique se o local não é propicio a desmoronamentos.

Verifique sempre se existem Linhas de alta tensão próximas, a negligência deste factor tem produzido alguns acidentes com pescadores experientes.

Peixes Perigosos

Alguns peixes podem ter consequências diretas e dolorosas, tente conhecer as formas de lidar com as espécies mais perigosas, para tal leia o artigo Espécies de Peixes Perigosos em Portugal

Condições Meteorológicas e MarítimasProteção contra o Sol e a Chuva

Valide sempre as condições do estado do tempo e do mar, nunca pesque durante trovoadas, verifique se a ondulação não o põe em risco (a agitação marítima pode alterar-se), esteja atento à subida da maré não o deixar sem possibilidade de fuga.

Além de proteger os olhos contra o sol, os óculos também protegem o pescador durante o lançamento ou recuperação. Para proteger a pele dos efeitos nocivos da exposição solar, use protetor solar, leve um chapéu de sol e use um chapéu na cabeça. A pesca embarcada, em que a reflexão solar na água é elevada, exige só por si um cuidado ainda maior, leve vestuário adequado para além do uso de protetor solar.

Chapéus e capas também poderão protegê-lo de eventuais chuvas e humidades.

Estado de uma cana após ter sido atingida por uma descarga eléctrica durante uma Trovoada

Um conselho, e desta feita direccionada para todas as modalidades, não pesquem com trovoada, mesmo que esta vos pareça estar longe, uma descarga em pleno oceano percorre grandes distancias, e a maioria das canas de hoje em dia são feitas de carbono, excelente condutor, e numa praia um autêntico pára raios. Pensamos sempre que só sucede aos outros, até ao dia em que nos toca a nós, pois um esticão ao agarrar a cana pode provocar a perda de sentidos momentaneamente. Não vale a pena arriscar… a mãe Natureza merece todo o nosso respeito. Haverá outros dias de pesca… em todo caso tenha no seu saco/mala de pesca umas luvas grossas de borracha adequadas para “Trovoadas ou descargas eléctricas” que lhe permita arrumar o material com as luvas calcadas em segurança.

Vestuário e Calçado

Em modalidades de pesca em que seja necessário andar por cima de rochas/pedras molhadas ou com limo, é fundamental utilizar calçado com capacidade de aderência.

Na pesca de praia (surfcasting, spinning, corrico), o uso de botas de perneira ou quadril, são de evitar sobretudo quando se pesca com mar bruto, pois ao menor descuido basta uma onda bater ao nível da cintura do pescador para que encham de água, pois fruto do entusiasmado na luta com um bom peixe, esquecemo-nos do mar e das fragilidades do vestuário que estamos a usar. É certo que o mesmo pode suceder com os waders, mas é mais difícil atendendo que cobrem uma zona mais elevada do corpo do pescador. Deixamos a dica, habituem-se a ter com vocês sempre uma faca colocada em zona de fácil acesso, pois em caso de perigo, podem-se socorrer dela para de uma forma mais rápida se livrarem de alguma peça de vestuário.

Manuseamento do anzol e da linha

Tenha cuidado ao apanhar/agarrar o anzol, ao iscar o isco e ao empatar o anzol ao fio de pesca. Ele pode causar desde ferimentos simples a lesões mais graves. São comuns acidentes assim devido à imperícia ou descuido do pescador.

Outro cuidado a ter é durante o lançamento ou recuperação, os anzóis podem ficar presos em qualquer parte do corpo, nunca perca a noção do espaço envolvente quer pela proximidade de outras pessoas quer pelo local onde pesca que poderá provocar acidentes de maior dimensão como quedas nas rochas entre outros pela reação imediata ao espetar do anzol.

Use óculos e chapéu (evitando possibilidade de acidentes com anzóis ficarem presos nos olhos, na face ou cabeça

Tenha cuidados com a linhas também pois podem provocar cortes, em especial o multifilamento no ato de efetuar o lançamento use sempre uma dedeira.

Tenha sempre consigo na sua mala/mochila de pesca um pequeno kit de primeiros socorros e um alicate de corte que permita cortar o anzol antes da haste e da barbela de forma a facilitar a sua retirada.

Pesca Noturna: Cuidados adicionais

Para quem pesca à noite, é sempre bom…

  • Ter uma lanterna e pilhas ou até mesmo um segunda lanterna suplente,
  • Usar roupa adequada que proteja do frio,
  • Ter repelente para os insectos noturnos,
  • Caso passe a noite a pescar, descanse umas horas antes de conduzir, infelizmente têm acontecido acidentes no regresso a casa causados pelo cansaço.

Não se esqueça dos meios de comunicação:

O telemóvel poderá ser bastante útil para comunicar com os seus familiares, autoridades caso necessite de efetuar um pedido de assistência ou comunicar a sua localização entre outras situações. Mantenha-o sempre ao seu alcance, mas protegido contra a água e contra outros eventuais impactos.

Um apito também poderá ser importante caso caia à água ou em buracos nas rochas.

Quer seja um pescador iniciante ou experiente, não se arrisque sozinho! Conheça bem os perigos do mar ou do rio, para fazer uma pesca segura!

O não cumprimento de algumas regras básicas de segurança comprometem muitas vezes uma jornada de peca, a maior parte destes acidentes podem ser evitados com bom senso e precaução, pesque em segurança e divirta-se!

Se tiver outras dicas ou conselhos para sugerir, compartilhe a sua experiência com todos os pescadores, a prevenção é a melhor prática!

Deixe um Comentário