Rafael Silva termina Vuelta a Aragónna 13.ª posição da Geral e EFAPEL é a 4.ª melhor Equipa

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

Rafael Silva fecha hoje com a 13.ª posição da Geral Individual a segunda edição da Vuelta Ciclista a Aragón. Coletivamente a Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL termina em 4.º lugar na Geral por Equipas. Foi Zaragoza, capital de Aragão, que recebeu este domingo o final da última etapa da prova, após 127,4 km que partiram de Huesca.
Sendo anunciado vento para a mais curta tirada da competição, o início acabou por ser bastante calmo, mas permitiu formar uma fuga composta por sete homens, quando estavam percorridos apenas 4 km. Um deles era um corredor da EFAPEL, Niki Mihaylov. Foi a única fuga do dia que singrou e que aos 30 km já levava mais de 4 minutos de diferença sobre o pelotão. Contudo, perto dos 70 km os ventos laterais voltaram a fazer-se sentir, o pelotão acelerou o seu ritmo o que acabou por provocar uma queda, onde estava envolvido o líder da corrida e desde esse momento a diferença para os fugitivos foi reduzindo, até que aos 99 km a fuga foi anulada.
Motivada pelos resultados do dia anterior, mas com a consciência de que o resultado final estava comprometido desde a primeira etapa na sexta-feira, a EFAPEL, unida, atacou até ao fim e trabalhou para colocar Rafael Silva nas melhores condições para tentar chegar à vitória. Antonio Angulo acabou por ser o primeiro corredor da EFAPEL a cruzar a meta de hoje, na 18.ª posição, chegando depois Rafael Silva, em 31.º lugar, o que, ainda assim, o fez subir ao 13.º da Geral.
“Acabo por estar na discussão da etapa de ontem e fazer 13.º lugar à Geral. Não fosse o deslize do primeiro dia e penso que poderia ter estado no Top 5 da Geral Individual, mas a este nível tudo conta e não há volta a dar. No entanto, estou satisfeito com os resultados e as sensações. Graças à minha equipa volto a estar de novo na luta pelos lugares da frente, depois de um ligeiro descanso”, disse Rafael Silva, um dos protagonistas da EFAPEL nesta segunda Vuelta a Aragón.
Já Américo Silva, diretor desportivo da EFAPEL, entende que “em termos coletivos fizemos uma excelente prestação tendo em conta as equipas presentes. Individualmente ficamos com a sensação que poderíamos ter feito muito melhor ou eventualmente estar na discussão da própria corrida, como foi o nosso objetivo inicial, não fosse o resultado da primeira etapa devido ao fator vento”.

CLASSIFICAÇÕES:

CLASSIFICAÇÃO ETAPA
3.ª ETAPA: Huesca – Zaragoza: 127,4 km
1.º Matteo Pelucchi (Androni Giocattoli-Sidermec), 02h47m12s
18.º Antonio Angulo (EFAPEL), mt
31.º Rafael Silva (EFAPEL), mt
33.º Bruno Silva (EFAPEL), mt
38.º Fabricio Ferrari (EFAPEL), mt
76.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 01m21s
91.º Sérgio Paulinho (EFAPEL), a 04m46s
103.º Niki Mihaylov (EFAPEL), mt

CLASSIFICAÇÃO ETAPA POR EQUIPAS
1.ª Androni Giocattoli-Sidermec, 08h21m36s
9.ª EFAPEL, mt

CLASSIFICAÇÃO GERAL AMARELA
1.º Eduard Prades (Movistar Team), 12h40m57s
13.º Rafael Silva (EFAPEL), a 48s
17.º Antonio Angulo (EFAPEL), mt
19.º Bruno Silva (EFAPEL), mt
21.º Fabricio Ferrari (EFAPEL), mt
43.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 02m09s
77.º Niki Mihaylov (EFAPEL), a 17m12s
107.º Sérgio Paulinho (EFAPEL), a 31m09s

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPAS
1.ª Movistar Team, 38h03m31s
4.ª EFAPEL, a 01m44s

Fonte:

EFAPEL

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.