Jovem Hugo Lopes quer confirmar potencial na Peugeot Rally Cup Ibérica

In Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

Hugo Lopes

Com apenas 21 anos, Hugo Lopes é um dos mais promissores pilotos portugueses de ralis e aposta num bom resultado na primeira prova da época, o Rali Serras de Fafe. Jovem piloto navegado por Nuno Mota Ribeiro sente-se mais confiante ao volante do Peugeot 208 R2.
A época de 2018 marcou um passo importante na ainda curta carreira de Hugo Lopes, que se estreou ao volante do Peugeot 208 R2 para disputar a competitiva Peugeot Rally Cup Ibérica. Agora, o jovem piloto de Viseu quer aproveitar a experiência acumulada nos dois lados da fronteira e confirmar as boas indicações que deu na sua época de estreia no troféu.
“Sinto que este ano teremos outros argumentos para tentar lutar pelos primeiros lugares”, referiu Hugo Lopes, que em 2018 subiu ao pódio do troféu e do CPR 2WD no Rali de Castelo Branco. “No anopassado tivemos de descobrir um carro muito mais competitivo, um verdadeiro carro de ralis, mas agora tenho outro conhecimento do 208 R2. Em Fafe vamos pontuar tanto para a Peugeot Rally Cup Ibérica como para o Nacional e depois vamos analisar como será o resto do nosso programa para 2019. Sou um piloto jovem e quero evoluir a cada oportunidade, a cada rali, e o objetivo éabrirmos a época com um bom resultado em Fafe”, afirmou o piloto de 21 anos, que também fez questão de agradecer “aos nossos patrocinadores, à equipa AM Sport, à minha família e amigos, por todo o apoio que me dão.”
Pelo terceiro ano consecutivo, Nuno Mota Ribeiro volta a navegar o promissor piloto português e acredita que este é o desafio certo para a evolução de Hugo Lopes. “Demos boas indicações na épocapassada, nem sempre materializadas em resultados, mas este ano acredito que estamos mais fortes e confiantes. O desafio é grande, porque a Peugeot Rally Cup Ibérica tem um extenso plantel internacional e acredito que o Rali Serras de Fafe será muito disputado. Será preciso aliar a rapidez à gestão, devido à degradação dos pisos, mas a experiência que reunimos ao longo da épocapassada será importante”, apontou Nuno Mota Ribeiro.
Disputado numa das regiões mais emblemáticas dos ralis nacionais, o Rali Serras de Fafe terá um total de 14 classificativas, divididas entre sábado e domingo, perfazendo um total de 124,44 quilómetros cronometrados.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.