Miranda-Mortágua disputa a “Alentejana” de 20 a 24 de Março

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

A equipa Continental UCI Miranda-Mortágua segue já amanhã viagem rumo ao Sul do
país para disputar a Volta ao Alentejo, entre os dias 20 e 24 de março. A “Alentejana”,
mantém o formato do ano anterior com 5 dias de competição e 6 etapas. Após 802,1
quilómetros, o paralelo da majestosa Praça do Giraldo, em Évora, abre-se ao sprint final
e às comemorações dos vencedores.
A edição de 2019 da “Alentejana” inaugura-se em Montemor-o-Novo e logo com a etapa
mais longa desta edição que terminará em Moura, no final de 208,1 kms. Da vila raiana
de Mértola partirá o segundo dia de competição que conduz o pelotão à Costa
Alentejana, sem vislumbrar qualquer montanha. Os 182,2 km terminarão em Odemira.
A terceira etapa despede-se do Litoral Alentejano a partir de Santiago do Cacém, de
onde os corredores saem com destino a Mora. Pelo caminho ficarão três Metas Volantes
e duas contagens para o Prémio de Montanha. O terceiro dia de competição cumpre-se
após 176,5 km. O quarto dia de prova começa com uma etapa curta mas com a exigência
de duas montanhas, a última delas a apenas 5,4kms da chegada, a difícil ascensão ao
Cabeço do Mouro. Da parte da tarde corre-se o Contra Relógio Individual em Castelo de
Vide, 8.4kms, também eles marcados por um percurso duro.
As derradeiras emoções da 37a Volta ao Alentejo, vivem-se a partir de Portalegre, de
onde o pelotão parte para os 152 km finais. A chegada acontece pelo quarto ano
consecutivo na Praça do Giraldo, em Évora.
A equipa apresentar-se-á na prova com 7 ciclistas, os mesmos que disputaram no fim de
semana passado a Clássica da Arrábida. Os espanhóis Jesús Nanclares e Cristian Mota e
os portugueses Pedro Pinto, Ivo Pinheiro, Gaspar Gonçalves, Hugo Sancho e Daniel
Freitas.
Na antevisão desta prova, o diretor desportivo Pedro Silva afirma que “após as coisas
não terem corrido da maneira que queremos neste início de temporada, há que manter
a moral da equipa em alta e temos aqui uma boa prova para nos mostramos. O Daniel
será a nossa grande aposta, terá três, quatro etapas ao seu jeito em que poderá finalizar
bem e vamos colocar a equipa bem atenta e na sua proteção. Particular atenção para as
grandes distâncias que se correm nesta prova, a competição abre logo com uma

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.