Prestação soberba de Hugo Sancho vale 2o lugar na etapa esubida ao 15o lugar da Geral

In Ciclismo, Ciclismo de Estrada, Modalidades by RedaçãoDeixe um comentário

 

 

 

 

 

 

 

A sétima etapa da 81.a Volta a Portugal Santander, com final no alto da serra do Larouco
foi de grande emoção para a equipa com Hugo Sancho às portas da vitória, terminando
na 2a posição a escassos 2 segundos do vencedor após um dia inteiro na fuga.
Os 156,2 quilómetros que ligaram Bragança à serra do Larouco, em Montalegre, foram
palco de duas corridas dentro da mesma etapa, uma pela vitória na tirada, com
assinatura de doze protagonistas, e outra pela classificação geral. Era objetivo da equipa
colocar um homem forte na fuga, nomeadamente Hugo Sancho que dava muito boas
garantias para a discussão da vitória de etapa.

A equipa trabalhou toda ela em prol deste objetivo e uniu-se para colocar Hugo Sancho
na fuga do dia. Fuga esta que atingiu os 10 minutos como vantagem máxima e que dava
garantias de chegar à meta. Sabíamos de antemão deste facto e concentrámos todas as
nossas forças na vitória de etapa por parte de Hugo Sancho.
Hugo Sancho que deu já mostras que estava num grande momento de forma, atacou a
subida desde cedo e à passagem por Montalegre isolou-se na companhia de um outro
ciclista e fez sempre a corrida na frente. Já nos últimos quilómetros Hugo Sancho
manteve-se na dianteira na companhia de mais dois ciclistas e apenas foi batido sobre
a linha de meta.
Hugo Sancho viria a terminar na 2a posição, a escassos 2 segundos do vencedor da etapa
Luís Gomes (RP-Boavista), numa demonstração de grande força por parte do nosso
ciclista, que esteve soberbo e que esteve muito próximo de erguer os braços. Com esta
prestação, Hugo Sancho subiu ao 15o lugar da Classificação Geral, está agora a 3m52s
do novo camisola amarela, Joni Brandão (Efapel).

Coletivamente a Miranda-Mortágua ficou na 5a posição na etapa e subiu ao 8o lugar na
Classificação Geral Coletiva. Muitos parabéns Hugo, muitos parabéns equipa,
simplesmente fenomenal! Não conseguimos exprimir o quanto orgulhosos estamos de
vocês.
A Volta a Portugal continua, nesta sexta-feira, em terreno acidentado. A ligação de 158
quilómetros inicia-se em Viana do Castelo e inflete para o interior, terminando no alto
de Santa Quitéria, em Felgueiras. A meta coincide com um prémio de montanha de
terceira categoria, passível de provocar alguns “cortes” de tempo entre os pretendentes
à camisola amarela final.

Classificação Etapa
Bragança – Montalegre (Serra do Larouco): 156,2 kms
1.o Luis Gomes (RP-Boavista), 4h25m39s
2.o Hugo Sancho (Miranda-Mortágua), a 2s
32.o Sergio Vega (Miranda-Mortágua), a 5m31s
41.o Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua), a 6m32s
45.o Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 8m32s
69.o Cristian Mota (Miranda-Mortágua), a 15m51s
88.o Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua), a 24m08s
95.o Leangel Linarez (Miranda-Mortágua), mt

Classificação Geral
1.o Joni Brandão (Efapel), 32h50m59s
15.o Hugo Sancho (Miranda-Mortágua), a 3m52s
32.o Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 18m09s
48.o Sergio Vega (Miranda-Mortágua), a 30m46s
76.o Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua), a 54m50s
98.o Cristian Mota (Miranda-Mortágua), a 1h30m24s
107.o Leangel Linarez (Miranda-Mortágua), a 2h01m34s
111.o Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua), a 2h08m30s

Classificação por Equipas na Etapa
1.o RP-Boavista, 13h21m45s
10.o Miranda-Mortágua, a 7m15s

Classificação Geral por equipas
1.o W52-FC Porto, 85h05m07s
10.o Miranda-Mortágua, a 31m22s

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.